Evento debate enfrentamento da Covid em terras indígenas

Especialistas analisam situação no Mato Grosso

As populações indígenas, nos últimos 500 anos, foram vítimas fatais de diversos vírus, como gripe, varíola e sarampo. Agora, com a pandemia da Covid-19, a ameaça volta a se tornar uma realidade para várias tribos, potencializada pela falta de saneamento, atendimento médico e outros.

Esta realidade será debatida nesta quinta-feira, 28, às 17 horas, durante live promovida pelo Instituto Goiano de Pré-História de Antropologia da PUC Goiás, na plataforma virtual Microsoft Teams. O evento integra o circuito Ciência em Casa da PUC Goiás e é aberto a comunidade.

Com o tema Gestão de crise e enfrentamento ao Covid-19 em Terras Indígenas do Estado do Mato Grosso, o debate virtual terá a presença do doutor Luciano Pereira da Silva, arqueólogo da Unemat, e da mestranda em Direitos Humanos, Kaianaku Kamaiura. O evento será moderando é a doutora Marlene Ossami de Moura.

Segundo o  mapa do plano emergencial Covid Fora das Aldeias, os territórios das etnias kisêdjê, kayapó, nambikwara, xavante, bororo, tapirapé, paresi e cinta larga, estão próximos a cidades com números que variam de 1 a 51 casos confirmados da doença.

 

 

Leia Mais
Mestrados e doutorados continuam com aulas em ambiente virtual